26 junho 2007

Contra o RJIES


4 comentários:

Anónimo disse...

Mobilização, espírito, força, luta! Sempre!
Acho muito bem que queiram levar as pessoas a protestar mas... não parece que vos falta algo nos vossos cartazes espalhados pela universidade? se não me engano... esta marcha lenta é promovida pela AAUM!
não deveriam ter um logotipo dela no vosso cartaz? Há que reconhecer quem promove as acções e neste caso, vocês não o estão a fazer, e não só não o estão a fazer como estão a omitir uma parte da informação.

Meninos, a luta é de todos e a AAUM é quem nos representa, portanto não se esqueçam de determinados detalhes nestas situações!

Anónimo disse...

Aliás, fazendo uma pequena adenda ao que disse anteriormente, vendo o que tem espalhado pela universidade, até parece que foram vocês a tomar a iniciativa. Coisa que não é de todo verdade!

AGIR disse...

Caro anónimo, a tua observação é certeira, foi a AAUM quem organizou a ida a Lisboa, agora perguntamos não é estranho que um grupo de alunos como o AGIR, com muito menos poder de mobilização e informação, consiga chamar mais atenção com os seus próprios cartazes do que a AAUM? Nós não achamos estranho pois essa sempre foi a política da AAUM, nunca apostaram seriamente na informação dos alunos. Isso ficou bem patente no dia da marcha lenta a Lisboa, a AAUM marcou uma acção em frente ao prometeu as 12:30 e não fossem os elementos do AGIR ter feito propaganda massiva durante toda a manhã e essa concentração não teria mais de 10 pessoas, tivemos perto de 50, é pouco? com certeza, os responsáveis que tirem as elações. O RJIES é simplesmente uma machadada final de um processo que se desenrola há muito, o processo de Bolonha, o relatório da OCDE, os brutais cortes orçamentais do inicio do ano todos estes são episódios reprovados veemente por nós, a AAUM nunca assumiu uma posição clara em relação a estes assuntos, escondendo-se em acções de fachada e não falando nos atropelos consecutivos de propostas aprovadas em RGA. Portanto em matéria de luta estudantil a AAUM carece de credibilidade. Seguimos o nosso caminho e estamos abertos a todos aqueles que se disponham a lutar pelos direitos dos alunos, até a AAUM se assim o passarem a entender.
Caro anónimo isto não se trata de demagogia barata, caso queiras mais esclarecimentos, identifica-te e teremos todo o gosto em esclarecer-te.

AGIR

AGIR disse...

caro anónimo

é verdade que essa acção foi levada acabo pela AAUM juntamente com outras associações académicas de outras universidades.
No entanto a pergunta que se faz é se essa acção é uma acção de protesto? se pretende realmente mobilizar e informar os estudantes? e se esta será capaz de levar os nossos governantes a voltar atrás? a resposta é claramente NÃO e os resultados estão á vista de todos.

É no entanto o esforço do Agir de apesar de não organizar essa acção, trabalhar para que essa mobilização tivesse acontecido e isso é que é de realçar.

Tens toda a razão a AAUM é quem nos DEVIA representar, e é pena que olhe passivamente para o que está acontecer no Ensino Superior enquanto que lá fora em vários sítios por essa europa toda os nossos colegas, mobilizem e estão em alguns casos a conseguir parar o processo de bolonha.

Esperamos para ver o que vai acontecer dentro de meses em França.

Cumprimentos